zerozero.pt

«Qualidade, intensidade e espetáculo»: a «obrigação» do Braga de Abel